14.1.16

SINDICATO DOS FRENTISTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TRAÇA PLANO DE AÇÕES PARA 2016

Via SINPOSPETRO-RJ -

A diretoria do SINPOSPETRO-RJ se reuniu ontem, no primeiro encontro do ano, para definir as estratégias de trabalho para 2016. Entre os itens da pauta de discussão: o reajuste salarial dos trabalhadores dos postos de combustíveis do município do Rio de Janeiro, que têm data-base em março. O percentual de aumento reivindicado está sendo calculado pelos técnicos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que prestam assessoria ao sindicato. Também foram debatidos os projetos que o sindicato vai desenvolver neste ano.


Segundo o presidente da entidade, Eusébio Pinto Neto, o SINPOSPETRO-RJ vai lutar para equiparar o salário do frentista ao valor proposto no piso regional do Estado do Rio de Janeiro.  O índice de reajuste do piso regional está sendo analisado por uma comissão formada por sindicalistas, empresários e representantes do governo e precisa ser aprovado ainda pela Assembleia Legislativa do Estado. Atualmente os frentistas e lubrificadores estão incluídos na faixa V do piso estadual, mas poderão mudar de faixa, já que a comissão decidiu reduzir de 8 para 6 o número de faixas salariais.

O reajuste dos salários dos trabalhadores dos postos de combustíveis é uma grande conquista do sindicato, que conseguiu incluir na Convenção Coletiva Município de 2015/2017 uma cláusula que torna obrigatória a negociação anual. Antes, o aumento dos salários só era discutido a cada dois anos. Eusébio Neto informa que, apesar de apresentar uma pequena queda nas vendas, o setor de revenda de combustíveis no varejo continua aquecido no Rio de Janeiro por conta do turismo e da mobilidade urbana da cidade.

No encontro desta quarta-feira (13), os diretores também apresentaram propostas para projetos que serão desenvolvidos pelo sindicato ao longo de 2016. O presidente também orientou os diretores  como proceder com relação a nota recomendatória do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) que está sendo encaminhada aos postos do município do Rio. No documento o MPT-RJ enumera as principais leis e normas regulamentadoras que garantem a segurança e os direitos dos trabalhadores do setor de revenda de combustíveis no varejo.

A notificação visa combater as irregularidades e orientar os patrões sobre o cumprimento das leis. O documento com prazo indeterminado, dá poderes a diretoria do SINPOSPETRO-RJ para fiscalizar ou requisitar informações sobre o cumprimento das leis.


*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ.