26.2.16

MARCHA DA MACONHA DE BRASÍLIA

ANDRÉ BARROS -


Brasília é o centro do Brasil e lá a luta pela legalização também se faz muito presente. No dia 28 de maio é dia dos maconheiros e ativistas se reunirem em mais este dia de festa. Entenda mais sobre a importância da MM do Distrito Federal para todo o ativismo brasileiro nas palavras de André Barros, advogado, ativistas e colunistas do Smoke Buddies.

“Brasília tem o seu destaque – na arte, na beleza e arquitetura.” Assim, o mestre Silas de Oliveira homenageou a capital federal do Brasil em seu magnífico samba-enredo “Aquarela Brasileira”, apresentado pelo Império Serrano no seu desfile de 1964.

A capital do rock brasileiro tem grandes poetas. Um dos maiores é Nicolas Behr, autor de uma pequena poesia sensacional, que lembra muito vários aspectos da nossa bandeira pela legalização da maconha, como a luta contra a cretina, careta e falsa retidão: “Nem tudo o que é torto é errado. Veja as pernas do Garrincha e as árvores do cerrado”.

Ir a Brasília é a maior viagem, ainda mais se for para legalizar a maconha. A Marcha da Maconha da Capital Federal da República Federativa do Brasil está marcada para o dia 28 de maio de 2016. Além de ser belíssima, brasileiríssima, com pessoas de todos os cantos do Brasil, a capital foi construída para a democracia. O gramado central e a praça dos três poderes são enormes, porque foram feitos para serem tomados pelo povo. O sonho dos arquitetos é ver a democracia indireta caminhar junto com a democracia direta. Por isso, o parágrafo primeiro do primeiro artigo da Constituição Federal deveria substituir o “ou” pelo “e”. Mas essa interpretação não precisa ser literal, a mais fraca hermenêutica, nós podemos fazê-la, maconheiras e maconheiros de todo o Brasil.

Vamos marchar para Brasília, unir o parágrafo único e escrever assim a nossa história: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos “E” diretamente, nos termos desta Constituição”. Vamos tomar a praça dos Três Poderes e o gramado central da Esplanada dos Ministérios para conquistarmos a legalização da maconha no Brasil. Supremo Tribunal Federal, julgue as nossas causas: Liberdade ao Rás Geraldinho e a descriminalização do consumo e plantio da maconha no Recurso Extraordinário nº 635659. Vamos à praça onde está a sede da Suprema Corte do país.

Maconheiras e Maconheiros do Brasil, uni-vos à Marcha da Maconha de Brasília no dia 28 de maio de 2016.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil.