24.6.16

O SUJÍSSIMO EDUARDO CUNHA, TENTA INFLUIR NA GUERRA SUJA DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA. VACCARI NETTO, EX-TESOUREIRO DO PT, SOFRE PRESSÃO DA MULHER, CANSADA DA PRISÃO

HELIO FERNANDES -

A eleição para a presidência da Câmara já deveria ter acontecido ha meses. Desde que Eduardo Cunha foi afastado do cargo e suspenso do mandato, a substituição deveria ter sido providenciada. Era obvio que ele não voltaria mais, não tinha nem condições de freqüentar a Câmara.

O Supremo determinou: se ele entrar no território da Câmara, não poderá nem chegar ao plenário ou ao seu gabinete, será preso. 15 dias depois num desafio bravateiro ao Supremo, anunciou: "Segunda feira voltarei á Câmara". Como bravata não se sustenta, no fim de semana, mudou de ideia, ficou na residência oficial, que ocupa por "generosidade" dos apaniguados.

Leia mais na COLUNA