6.7.16

ALGO DE PODRE NO AR, NA REPÚBLICA DO PARANÁ

EMANUEL CANCELLA -


A outrora chamada República do Galeão, comandada pelo ex-governador da Guanabara, Carlos Lacerda, foi que levou o presidente Getúlio Vargas ao suicídio. Lacerda dirigia a Tribuna da Imprensa e também tinha o apoio da Globo, eram contra Vargas. Juntos propagavam a ideia de um mar de lama no país, justamente para desmoralizar o governo junto ao povo. Tanto que, após o suicídio do presidente, o mar de lama se diluiu e ninguém falou mais nisso.

Hoje, usam o mesmo engodo, a corrupção! Só que agora a República é do Paraná, comandada pelo juiz Sérgio Moro, que segundo o delegado da PF quer destruir o PT. (Tijolaço, 04/02/16): “Eu não acho que exista um combate à corrupção, existe uma guerra declarada ao Partido dos Trabalhadores”. Quem diz a frase,  dita com a ressalva de que “não sou PT”  e “não gosto de muita coisa no PT” é o delegado aposentado Armando Coelho Neto, ex-presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal.”

E também não temos dúvida de que a Lava Jato quer manchar a imagem da Petrobrás para facilitar a sua privatização. Juntos FHC e a Globo fizeram isso com a Vale do Rio Doce e a maior mineradora do mundo acabou sendo vendida por um preço ridículo.

Em março de 2015, começou a operação Lava Jato! Diariamente temos denúncias vazadas seletivamente, numa completa ilegalidade! E justamente para a Globo, no sentido macular a imagem de seus empregados e da empresa. Só para se ter uma idéia, para divulgar a conquista do 3º premio da OTC, prêmio da maior autoridade de geopolítica de petróleo do planeta, a Petrobrás teve que pagar uma fortuna à Globo, porém a Globo, de graça, fala mal todo dia da Petrobrás.

Como a Vale, FHC e Globo tentaram privatizar a Petrobrás, e para desmoralizá-la (é assim o modus operandi) comparavam-na a um paquiderme e chamavam os petroleiros de marajá. Nem com o desenvolvimento de tecnologia inédita no mundo, no centro de pesquisa da Petrobras, o Cenpes, que permitiu a descoberta do pré-sal, eles dão sossego á companhia, talvez porque tenha aumentado o interesse dos americanos que só possuem petróleo para três anos. E ainda debocham da empresa, colocando, na nova operação da lava Jato, o nome de “Abismo”:  Abismo é o nome dado às tecnologias de exploração de gás e petróleo em águas profundas, desenvolvidas no Cenpes.

O Cenpes é o maior centro de pesquisa de petróleo no mundo, cujos resultados de seus trabalhos levam a Petrobrás a receber os principais prêmios internacionais na prospecção de petróleo.

Vale lembrar que todos os empregados de carreira da Petrobrás são contratados através de concurso público e, na admissão, são submetidos à investigação social e têm que ser ficha limpa, isso muito antes da lei da Ficha Limpa. Muitos desses corruptos de agora não saíram antes porque a Justiça não quis, pois já os denunciávamos muito antes da Lava Jato e nada! Que sejam preso e devolvam o que roubaram , mas não que a empresa seja destruída como quer a Lava Jato e a Globo!

Tanto que a finalidade não é o combate à corrupção que nenhuma empresa está sendo investigada como a Petrobrás. Escândalos em valores muito maiores, como o Swssleaks e Zelotes, não tiveram operação bombástica da PF, o nome das empresas estampados na mídia ou prisão de seus dirigentes.

Outra coisa, nenhum funcionário da Petrobrás recebe prêmio por desenvolvimento de nova tecnologia ou descoberta qualquer, por isso estranhamos que a Lava Jato receba 10% do valor dos acordos de leniência. Quem recebe propina na Petrobrás vai preso, e isso é bom para a empresa para o país.

Estranho também que a Lava Jato convoque os procuradores americanos para investigar a Petrobrás, ao que parece para legalizar a espionagem, já que os EUA são os que mais cobiçam nosso pré-sal, inclusive já foram denunciados pelo Wiklleaks.

Todos os funcionários públicos e de estatais sabem que, por orientação da União, todas as empresas devem recorrer até a última instância ou o último recurso, para defender o patrimônio nacional, entretanto a Lava Jato chama os procuradores americanos para quê? Para multar a Petrobrás!

A Petrobrás merece respeito, pois há 62 anos abastece ininterruptamente o país de combustíveis. Contribui com 13% do PIB, financia, com os impostos que paga, 80% das obras do país, responsáveis por milhões de empregos. E ainda garante, com as reservas do pré-sal, nossa autossuficiência, no mínimo nos próximos 50 anos. E vamos deixar esse governo ilegítimo entregar essa riqueza aos gringos?

Quem vive a debochar dos brasileiros é a Globo, sonegadora e corrupta, três vezes golpista, e querendo destruir a Petrobrás com certeza por algum interesse espúrio (leia-se porcentagem gorda). Isso é uma afronta a todos os brasileiros!

E a Lava Jato deve explicações aos brasileiros, como todo representante público. Além dos vazamentos ilegais, precisa explicar a situação da mulher de Moro trabalhar para Shell e para o PSDB, justamente os estrondosamente beneficiados pela operação. E ainda o envolvimento dela, a advogada Rosangela Moro com a máfia das falências no Paraná, que deu rombo de bilhões ao Estado. E agora, qual o motivo da saída dos três delegados da Força Tarefa? O ‘japones’ sabemos que foi por contrabando!

O juiz Moro ainda é juiz de primeira instância, mas já se acha um deus que não tem que dar satisfação à sociedade! A mídia se cala porque tem interesse e o restante da Justiça se cala por quê?

Fonte: 
Lava Jato arrecada 10%:
Mulher de Moro trabalha para o PSDB e Shell:
Mulher de Moro participa da máfia das falências:

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).