15.7.16

CUNHA DERROTADO DUAS VEZES, TEMER COMEMORA A VITORIA QUE NÃO CONQUISTOU. MAIA VENCEU POR ELE, NÃO POR CAUSA DO PROVISÓRIO

HELIO FERNANDES -

Qualquer analise de disputa com placar tem que começar pelo exame dos números. Na eleição para a presidência da Câmara, com o bônus de uma vice presidência (eventual), essa preocupação é ainda mais importante. No primeiro turno, 489 votantes. Mas os três candidatos que chamei de "únicos verdadeiros", obtiveram apenas 296. (Maia 120, Rosso 106, Castro 70).

Sobraram então 203 votos, dispersão explicada pela falta de convicção e de lealdade dos que comandavam ou fingiam comandar. Esses 203 deputados desgarrados, teriam alterado o resultado.

Leia mais na COLUNA