18.8.16

O PT ACABOU?

EMANUEL CANCELLA -

Só no primeiro trimestre de 2016, os recursos destinados pela União, por meio dos royalties, viabilizados pela Lei de Partilha,  representou um aporte de R$1,9 bilhões na saúde e na educação”.


Fui um dos grandes defensores da unidade de esquerda contra o golpe do vice de Dilma, Michel Temer: Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo e a Terceira Via. Era muito ruim ver agendas de luta diferentes entre companheiros combativos. Hoje estamos juntos. E a mobilização ganhou força.

Contudo a direita golpista, não satisfeita em afastar a presidente Dilma, ameaçar de prisão Lula ou mesmo torná-lo inelegível em 2018, quer mais:  quer acabar com o PT. Fica claro para a sociedade que apesar de todo o massacre eles ainda temem o Partido dos Trabalhadores.

Apesar de defender a unidade das esquerdas contra o golpe, tenho severas críticas ao discurso dos esquerdistas nos atos contra o golpe. Lamentavelmente, os companheiros acabam reproduzindo a voz da Globo e da Veja que se resume a falar mal e a tentar destruir o PT.

É preciso reconhecer que os governos do PT fortaleceram a Petrobrás, retomaram a indústria naval, viabilizaram a descoberta do pré-sal, com a retomada dos investimentos. Os governos do PT multiplicaram o valor da empresa e  aumentaram o efetivo da Petrobrás de 33 mil para 85 mil trabalhadores.

O PT melhorou a distribuição de renda no país, retirou milhões de pessoas da linha de pobreza, tirou o Brasil do mapa da fome, elevou o salário mínimo acima de 100 dólares, ampliou o atendimento do SUS, construiu universidades e escolas técnicas em todo o país, valorizou as aposentadorias, fortaleceu a união entre os países do Cone Sul, sobretudo da América do Sul, com a criação da Unasul, perdoou a dívida dos países da África (uma compensação histórica àquele continente). Tudo isso está ameaçado pelo golpe liderado pelo PMDB-PSDB.

EM QUEM VOTAR
Prefeito e vereador que quiser o voto dos trabalhadores vai ter que apoiar e defender a greve dos petroleiros contra a venda de ativos da empresa, a defesa do pré-sal e a manutenção da Lei de Partilha. Hoje os petroleiros do Nordeste estão parados, em protesto contra a venda dos campos maduros.

Com a Lei de Partilha, a União destina 75% dos royalties que recebe para a Educação e os outros 25% vão para a Saúde. Só no primeiro trimestre de 2016 houve um aporte de R$1,9 bilhões nessas áreas sociais. Outro componente da lei que o ex-senador José Serra articula  para derrubar é o ‘Conteúdo Local” que permitiu  a retomada da indústria naval nos governos do PT, quando o país esteve perto de zerar o índice de desemprego.

A população quer a continuidade do ‘Programa Mais Médicos’, quer manter e ampliar o acesso às universidades seja através da política de cotas ou do FIES. Quer aprimorar não só o Bolsa Família mas também o Bolsa Esporte que trouxe para o Brasil a  primeira medalha de ouro conquistada nas Olimpíadas de 2016. Quer a a continuidade e aperfeiçoamento do Programa Minha Casa Minha Vida que beneficia os moradores das periferias.

Quanto às políticas de combate à corrupção, a Polícia Federal (PF) realizou 50 vezes mais operações que no governo FHC. Naquela época, os carros da PF paravam por falta de gasolina e os telefones eram cortados por falta de pagamento. Os governos do PT reverteram o sucateamento da PF, adquirindo equipamentos e armas, e renovaram seus quadros através de concurso público.

Esses setores da esquerda que fazem coro com a direita, malhando o PT, deviam estar mais preocupados com as ‘cláusulas de barreira’ que ameaçam o PSOL, PSTU, PCB, PCO entre outros partidos pequenos.

Com relação à direita e seu intuito de destruição ao PT: Reproduzo a resposta que Mané Garrincha a Feola, então técnico da seleção brasileira. Dizia o técnico:

- No meio de campo, Nilson Santos, Zito e Didi trocam passes curtos para atrair a atenção dos russos… Vavá puxa a marcação da defesa deles caindo para o lado esquerdo do campo… Depois da troca de passes no meio do campo, repentinamente a bola é lançada por Nilton Santos nas costas do marcador de Garrincha. Garrincha vence facilmente seu marcador na corrida e, com a bola dominada, segue até à área do adversário, sempre pela direita.  Na linha de fundo cruza a bola na direção da marca de pênalti; Mazzola vem de frente, em grande velocidade,  já sabendo onde a bola será lançada… e goool!

Responde Garrincha:
- Tá legal, seu Feola… mas o senhor já combinou tudo isso com os russos? – pergunta Garrincha.

Devolvemos a pergunta aos antipetistas de carteirinha: “Vocês já combinaram com os eleitores que o PT deve desaparecer do mapa?”

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindipetro-RJ e da Frente Nacional dos Petroleiros (FNP).