17.10.16

POEMAS SOBRE SONHOS

MARCELO MÁRIO DE MELO -
Resultado de imagem para GIF SONHOS

O VISIONÁRIO
O sonho se oculta sempre
além da linha do horizonte.
Na busca da flor-miragem
despreza no jardim botões e frutos.
Sua cabeça rompeu a abóbada das nuvens
e caminha sem divisar os territórios.

Nessa fratura de visão e passos
se tecem desvairados seus projetos
nessa fratura de visão e passos
se tece insaciável frustração
nessa fratura de visão e passos
se tecem as cadeias do seu drama.

***
QUINAS QUEBRADAS
Rolando e ralando as quinas 
eles foram pouco a pouco 
se arredondando 
e apagando no terreno 
as linhas divisórias.

Passaram a falar do passado 
como de uma ponte destruída 
e dos velhos sonhos 
como de pesadelos.

Postados nos umbrais 
da casa grande
e críticos implacáveis
da senzala
colocam-se acima 
do bem e do mal.

Se nesse caso eu rimar 
transigência e decadência
por acaso estarei sendo 
um poeta exagerado?

***
DISCIPLINA DO SONHO
Não basta regar 
as sementes do sonho.
É preciso protegê-las
contra as pragas
que se instalam 
nos nossos umbigos
e rondam a cada instante
as frestas das nossas cabeças.

***
SINAIS DE PROSSEGUIR
Não chegaremos
ao fim da viagem.
E muitos mapas serão tecidos.
Sobre as cinzas
alguns se refugiam
no baú das cicatrizes.
Outros se desfazem da bagagem
e passa a caminhar
no cordão dos vencedores.
Na janela os velhos sonhos acesos
olhando as estrelas novas
nos convidam a semear e seguir.

***
SEMEADURA
Semear no semiárido
semear no já deserto
semear na solidão
semear a céu aberto.

Semear em paz e guerra
semear travo e tensão
semear nas catacumbas
semear em prontidão.

Semear silencioso
semear saga e missão
semear como o devoto
rola o rosário na mão.

Semear no rumo certo
semear de promissão
semear regando sonho
semear partindo o pão.

Sêmem ar cosmogonia
fecundações abismais.
Semear sugando seivas
que emanam do algo mais.

Semear semente muda
terra tempo lavração
carniça fezes estrume
as seivas na podridão.

Semear na travessia
além da estação-ferida.
Seguir sempre semeando:
este é o mandato da vida.