24.1.17

FRENTISTAS DE MS FAZEM REUNIÕES PELO INTERIOR PARA DISCUTIR SALÁRIOS

Via FENEPOSPETRO -


Frentistas de Mato Grosso do Sul já estão se reunindo em assembleias pelo interior do Estado para discutir a pauta de reivindicações que será encaminhada à classe patronal para a próxima Convenção Coletiva de Trabalho 2017/18, que deverá entrar em vigor a partir de 1º de março. Ontem eles se reuniram em Três Lagoas e Coxim e dia 29 serão realizadas assembleias em Campo Grande e Dourados.

De acordo com informações do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso do Sul – Sinpospetro/MS, filiado à Força Sindical, entre os assuntos que serão discutidos com a categoria está o percentual de reajuste salarial que será reivindicado junto aos donos de postos.

José Hélio da Silva, presidente do Sinpospetro/MS, informou que os frentistas e demais trabalhadores em postos de combustíveis de MS vão pedir aumento real além do acumulado da inflação nesses doze meses que antecedem a data base da categoria. "Os postos continuam tendo faturamento altamente positivo e isso certamente permitirá que promovam reajustes salariais dignos a seus funcionários", afirma.

Assembleias

Em Dourados, dia 29 de janeiro, a assembleia geral de frentistas e demais trabalhadores em postos de combustíveis do município e região será às 9h na Rua Hayel Bom Faker, 3060, sala 03, centro, onde funciona uma delegacia do Sinpospetro. "Esperamos o comparecimento maciço de profissionais para discutirmos a pauta de reivindicações que faremos aos patrões", pede José Hélio.

Em Campo Grande a assembleia geral será nesse mesmo dia (29) e horário (9h), na sede do Sinpospetro/MS, na Rua Gal. Camilo Comorreto Gall, número 18, Vila Taveirópolis.

O Sinpospetro informou também que por força da CCT 2017/18 que está findando no mês de fevereiro, os empregados em postos de combustíveis de MS tiveram um reajuste salarial agora, no mês de janeiro e fevereiro. O piso salarial da categoria subiu para R$ 1.112,00 e vale tanto para frentistas como para lavadores, atendentes de escritório, auxiliares de serviços gerais, valeteiros, lubrificadores, vigias, caixa interno do posto e atendentes de lojas de conveniências.

A participação maciça de trabalhadores nas convenções de Dourados e Campo Grande está sendo pedida pela diretoria do Sinpospetro/MS, que quer discutir também outras questões relativas à saúde dos trabalhadores no exercício de suas atividades, além da questão salarial. É que existem novas legislações a respeito do assunto e que precisam ser executadas e respeitadas pelos donos de postos de MS e de todo o Brasil, explica José Hélio da Silva.

*Via Assessoria de Imprensa Sinpospetro-MS