23.1.17

MT VOLTA A COBRAR IMPLANTAÇÃO DAS NORMAS DE SEGURANÇA NOS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS DO RIO DE JANEIRO

Via SINPOSPETRO-RJ -

Sindicato dos Frentistas vai exigir das distribuidoras de combustíveis mais comprometimento com as normas de segurança e saúde nos postos de combustíveis.


Apesar do prazo dado aos postos de combustíveis para implantação da NR 20 ter expirado, o Ministério do Trabalho e Emprego do RJ continua recebendo documentos de empresas que já se adequaram as novas normas de segurança e saúde. Na próxima quarta-feira(25), representantes dos trabalhadores, patrões e das distribuidoras de combustíveis voltam a se reunir no MTE.

No encontro, que será realizado na Superintendência Regional do Trabalho, no Centro, o presidente da Federação Nacional dos Frentistas(FENEPOSPETRO) e do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto, vai cobrar das distribuidoras de combustíveis mais comprometimento com os trabalhadores de postos de combustíveis. Segundo ele, a falta de segurança e saúde se torna mais gritante nos postos de bandeira branca. Ele diz que as distribuidoras não podem ficar isentas dessa responsabilidade, já que aceitam negociar com postos de combustíveis que não cumprem a legislação trabalhistas nem as normas de segurança.

A implantação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes(CIPA) nos postos de combustíveis e a situação da mulher grávida, trabalhando junto à bomba, também serão abordados. O SINPOSPETRO-RJ vai reivindicar aos sindicatos patronais do Município do RJ e do Estado(SINDESTADO) a realização de eleição para escolha dos integrantes da CIPA, como determina a NR 5. De acordo com Eusébio Neto, as empresas com mais de 20 funcionários são obrigadas a ter dois cipeiros treinados para atuar em casos de risco à segurança e à saúde. Já os postos com menos de 20 funcionários tem que designar um trabalhador, para fazer o curso de orientação sobre segurança e saúde.

GRAVIDEZ

O sindicato tenta fechar um acordo com os donos de postos para melhorar as condições de trabalho das mulheres grávidas. Pesquisa realizada pela FIOCRUZ, em parceria com o SINPOSPETRO-RJ, mostra que trabalhadores estão exposto ao benzeno, mesmo quando os índices de concentração no ambiente não são excedidos. De acordo com o estudo, os trabalhadores de postos estão expostos ocupacionalmente, com risco de adoecimento devido ao benzeno, substância altamente cancerígena.

CUMPRIMENTO NR 20

De acordo com relatório entregue pelo SINDCOMB( Sindicato Patronal do Município do RJ) ao Ministério do Trabalho e Emprego(MTE), em novembro do ano passado, apenas 36,26% dos postos de combustíveis do Município do RJ cumprem os itens da NR 20, que trata de segurança e saúde no ambiente laboral. Do total de 700 postos na Cidade do Rio, só 265 realizaram cursos teórico e prático de segurança com seus funcionários.

As empresas que não estão cumprindo as normas de segurança e saúde estão sujeitas a fiscalização e a atuações do Ministério do Trabalho.

*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ