2.3.17

ALMOÇO GRÁTIS DE BILHÕES PARA BANQUEIROS E FINANCISTAS

JOSÉ CARLOS DE ASSIS -


Milton Friedman, o pai do moderno monetarismo e influente ideólogo da doutrina neoliberal, costumava dizer que, em economia, não há almoço grátis. Era a forma de desqualificar os programas sociais do Governo que, a seu ver, acabavam por ser pagos por uma parte da sociedade não obstante seu caráter assistencial. O problema é que Friedman, um descarado promotor dos interesses das classes dominantes, esquecia-se de um aspecto do sistema financeiro que constitui um absoluto almoço grátis: as relações entre o Banco Central e a banca privada no chamado mercado aberto, ou open market.

Leia mais em POLÍTICA