14.3.17

O FIM DA JUSTIÇA DO TRABALHO

ROBERTO M. PINHO -


Com o devido reparo dos que não se dão ao trabalho de pesquisar e consultar as informações dos portais dos tribunais e Ministério do Trabalho e Emprego.

O fato é que a  população ativa (empregada era de 45 milhões). Na informalidade (sem CTPS anotada) temos 60 milhões. A demanda de ações no judiciário brasileiro atingiu total de 115 milhões (desses 34 milhões na justiça laboral).

Hoje são 14 milhões desempregados. 75 milhões informais e apenas 38 milhões empregados.

Leia mais na COLUNA