28.3.17

TERCEIRIZAÇÃO – INTERESSES ECONÔMICOS ACABAM COM OS DIREITOS DOS TRABALHADORES

Via SINTHORESSOR -

O presidente do SINTHORESSOR, Cícero Lourenço Pereira, participou de manifestação contra a nefasta reforma da Previdência, realizada em Sorocaba, sábado (25/03).
“Os trabalhadores brasileiros sofreram um dos maiores ataques aos seus direitos e tiveram suas condições de trabalho rebaixadas, esta semana. A aprovação do projeto PL 4302/98, que permite a terceirização irrestrita, agravará o desemprego, enfraquecerá as relações de trabalho e desqualificará o trabalhador”. A afirmação é do presidente da FETRHOTEL (Federação Interestadual dos Trabalhadores Hoteleiros de São Paulo e mato Grosso do Sul) e do SINTHORESSOR (Sindicato dos Trabalhadores Hoteleiros de Sorocaba e Região), Cícero Lourenço Pereira.

O presidente afirma que há anos o movimento sindical luta contra os projetos de terceirização, inclusive o que foi aprovado e que tramitavam na Câmara dos Deputados há mais de 10 anos. Manifestações, protestos, reuniões e outras formas de sensibilização aos políticos foram usadas para barrar a aprovação de projetos. No entanto, segundo Cícero, venceu os interesses do poder econômico.

“Teremos agora, uma precarização do trabalho. A aprovação do projeto, entre outros pontos negativos,  possibilita a terceirização da atividade-fim, o que reduz inúmeros direitos e provoca mudanças negativas nas relações trabalhistas. A partir de agora, presenciaremos um aumento vertiginoso de acidentes de trabalho, diminuição de salários, aumento da rotatividade e completa desvalorização do ser humano. Prevalecerá o lucro”, afirma o presidente.

Leia mais na editoria TRIBUNA SINDICAL

Clique aqui e leia o projeto na íntegra