2.3.17

TRABALHO DE BASE CONSCIENTIZA E FORTALECE A LUTA DA CATEGORIA DOS TRABALHADORES DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS E LOJAS DE CONVENIÊNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Via SINPOSPETRO-RJ -

Verificar o cumprimento das leis trabalhistas, o ambiente laboral nos postos de combustíveis e a segurança e saúde dos trabalhadores, fazem parte das ações da diretoria do SINPOSPETRO-RJ, que visita diariamente os estabelecimentos no Estado RJ.


Com o objetivo de debater as questões de interesses dos trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do Estado, o presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto se reúne nesta quinta-feira(2) com a diretoria do sindicato. Eles vão avaliar o trabalho de base, que é realizado de segunda a sexta-feira nos turnos do dia e da noite, em 38 municípios representados pelo sindicato.

Na reunião com os diretores, o presidente do SINPOSPETRO-RJ vai chamar a atenção da importância do trabalho de base e da sindicalização para conscientizar e fortalecer a categoria. Segundo Eusébio Neto, os trabalhadores precisam participar mais das ações da entidade para avançar nas conquistas e elevar o piso salarial da categoria. Ele diz que o sindicato sozinho não sindicato sozinho não tem condições de fazer muita coisa. “A força do trabalho está na união e a do capital está no dinheiro, precisamos estar organizados para impedir precarização da mão de obra e a retira de direitos conquistados com muita luta”.

Além de fiscalizar, o trabalho de base têm por objetivo orientar e conscientizar os funcionários de postos de combustíveis e lojas de conveniência sobre a importância da participação direta da categoria nos projetos desenvolvidos pelo sindicato. Atualmente, o sindicato conta com nove equipes de trabalho. Para facilitar a entrada e o trabalho nos posto, os diretores usam crachá de identificação. Os trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência devem aproveitar a visita da diretoria para repassar informações sobre as condições do local de refeição, do banheiro e do vestuário. Os funcionários também podem tirar dúvidas com relação a pagamentos descritos no contracheque.

Todas as denúncias são encaminhadas para o departamento jurídico do sindicato, que determina um prazo para que a empresa resolva a irregularidade. Caso o problema persista, as denúncias são encaminhadas ao Ministério do Trabalho.

Além do contato direto com os diretores nos postos, os trabalhadores podem obter maiores informações na sede da entidade, na Rua Uberaba, nº 36, no Grajaú, Zona Norte do Rio. O telefone para contato é: (21) 2233-9926.

SUL DO ESTADONo Sul do Estado, os trabalhadores podem entrar em contato com o sindicato pelo telefone (24) 3348-4955 ou ir até a subsede que fica na Rua 15, nº 5, bairro Conforto, em Volta Redonda.

BAIXADA FLUMINENSE Na Baixada Fluminense, o trabalhador pode entrar em contato com a subsede de Nova Iguaçu pelo telefone ( 21) 2667-5126 ou se dirigir até Avenida Mário Guimarães, nº 428 (Edifício Le Monde), Sl. 902, Centro.

*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ