3.5.17

1 - ATO EM HOMENAGEM AOS 100 ANOS DE MARIA AUGUSTA TIBIRIÇÁ; 2 - FISCAL DO MINISTÉRIO DO TRABALHO FALA DE IRREGULARIDADES ENCONTRADAS EM SUBPREFEITURA DE DORIA [VÍDEO]

REDAÇÃO -

Símbolo de resistência na luta em defesa da Petrobrás e das riquezas nacionais, Maria Augusta será lembrada no dia 8 de maio, em ato na ABI.


A médica Maria Augusta Tibiriçá Miranda faria cem anos no próximo dia 8 de maio. Médica, ela se tornou um dos símbolos da campanha “O Petróleo é Nosso!” (1940-50), quando o povo foi às ruas e garantiu a criação da Petrobrás. No momento em que a empresa está sofrendo uma sucessão de ataques que objetivam a sua privatização gradativa, é oportuna a lembrança do Movimento em Defesa da Economia Nacional (Modecon) que teve a iniciativa da homenagem.

O ato em memória da aguerrida Maria Augusta Tibiriçá Miranda será às 18 horas, na Sala Belisário de Souza, no sétimo andar da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), na Rua Araujo Porto Alegre, no Rio. No convite, aberto a todos os que se identificam com a defesa do caráter público e estatal da Petrobrás, os organizadores ressaltam:

“O centenário de nascimento de Maria Augusta acontece quando mais precisaríamos da presença dessa mulher de luta, de sua vigorosa e altiva personalidade sempre pronta para afrontar os inimigos do povo. Mas ela permanece viva e este ato é um atestado de sua presença”.

Em 2009, quando o Sindipetro-RJ lançou seu primeiro documentário sobre a história da Petrobrás e do pré-sal, Maria Augusta esteve presente no Cinema Odeon, sendo aplaudidíssima. Então, disse estar revivendo, naquele instante, as emoções da campanha O Petróleo é Nosso!”. Exemplo de cidadania plena, toda a sua vida, como médica e militante de movimentos sociais, sempre esteve voltada para o bem-estar dos mais necessitados. Homenageá-la é uma forma de dar continuidade às suas lutas. (via APN)

***
Fiscal do Ministério do Trabalho fala de irregularidades encontradas em subprefeitura de Doria