15.5.17

A GLOBO, CORRUPTA E GOLPISTA, APLICA O JOGO DA FARSA E DA MENTIRA

EMANUEL CANCELLA -


A Globo usa a mesma técnica de Hitler, aplicada pelo seu ministro da comunicação, Paul Joseph Goebbels: "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

Com essa técnica de repetir a mentira milhares de vezes, a Globo, entre tantos ataques à democracia brasileira,  levou ao suicídio Getulio Vargas, o pai da Petrobrás e da CLT; apoiou e cresceu à sombra da ditadura militar; omitiu o movimento das Diretas Já e articulou o golpe contra Dilma Roussef.

A Globo fez com Getúlio Vargas o mesmo que fez com Brizola: bater até sangrar.

Agora o alvo é Lula. Já destruíram sua esposa; atacam seu filho, irmão e amigos. Como se Lula Dilma e o PT estivessem num campo de concentração nazista, na fila, à espera da câmara de gás.  O ex ministro de Lula, Guido Mantega, desabafa:
É uma humilhação, a minha vida virou um inferno. (...). Criaram ficções para conseguir fechar delações premiadas, inventando histórias inverossímeis e sem provas (1)...
A Globo, no governo do golpista Michel Temer, não só apóia como faz campanha na mídia pela retirada de direitos trabalhistas e previdenciários, como o fim das aposentadorias.

A Globo está destruindo a imagem dos Petroleiros e da Petrobrás. Para facilitar sua tarefa de destruir Lula,  o PT e a Petrobrás, a Globo premiou o juiz Moro e com ele, diretamente da Lava Jato, como no reality show,  a Globo manipula a sociedade brasileira, passando a idéia que combatem a corrupção, quando, na verdade, estão destruindo o país e a classe trabalhadora.

Com esse juiz, caro ministro Mantega, não adianta reclamar, ele não precisa de provas, pois a Globo, como o ministro de Hitler, transforma mentiras em verdades.

Muitos brasileiros já acham que o triplex em Guarujá e o sitio em Atibaia sejam de Lula, mesmo sem apresentarem a escritura de posse em nome de Lula ou qualquer coisa que valha como prova. Só o que a Globo fala já basta como prova.

Se por um lado, no PT, como o ministro Mantega, vive-se um inferno astral provocado pelo juiz Moro e a Lava Jato, sem provas; por outro os tucanos não sofrem qualquer investigação, como FHC, com provas e convicção, que envolvem até seu filho em falcatruas na Petrobrás (3,4).

Da mesma forma, ninguém investiga o tucano Pedro Parente, que faz barbaridades na Petrobrás, como a de vender ativos valiosíssimos sem licitação. Por conta desse entreguismo  sua gestão já foi denunciada formalmente por petroleiro no MPF, mas a Lava Jato não toma qualquer providência (5).

Essa benevolência da Justiça com os tucanos vem de longe, não é só com FHC e Parente não.  Os tucanos, quando denunciados, nem chegam a ser julgados, pois a Justiça deixa que as denúncias prescrevam. O mensalão do PSDB, anterior ao do PT, prescreve sem julgamento. Na Lava Jato, até agora nenhum tucano preso, nem mesmo o senador Aécio Neves, tendo sido sete vezes delatado.

A Petrobrás, mesmo ganhando, pela terceira vez, o prêmio OCT, o “Oscar” da indústria de petróleo, por desenvolver tecnologia inédita que permitiu a descoberta do pré-sal, está com sua imagem chamuscada pela campanha diária de difamação da corrupta Globo, sonegadora e praticante da lavagem de dinheiro (6).

E os petroleiros, que  foram chamados de marajás pela Globo, no governo de FHC, numa tentativa frustrada de privatização da Petrobrás; agora a emissora, com aval do presidente da companhia, na “denuncia” do Beneficio Farmácia”, chama os petroleiros de trambiqueiros.
Um programa da Petrobras destinado a compra de remédios se transformou em mais uma fonte de fraudes na estatal. Reportagem exibida neste domingo pelo “Fantástico”, da TV Globo, revelou que o uso ilegal do benefício causou prejuízos mensais de R$ 6 milhões, valor correspondente a um terço dos gastos totais do programa (2).
A Globo omitiu que todo o petroleiro e seu dependente, cerca de 300 mil usuários,  pagam pelo Beneficio, mesmo aqueles que não usam nenhum tipo de medicamentos. Agora a categoria está sem poder retirar o remédio, somente com direito ao reembolso, uma missão quase impossível, para a maioria de aposentados e pensionistas.

A suspensão da retirada dos remédios nas farmácias e o silêncio  do presidente da companhia, Pedro Parente, diante dessa tramóia, é tido pela categoria como conluio entre Parente e a Globo. Faz parte da sórdida trama de  desmoralizar a categoria para  que Pedro Parente possa tranquilamente entregar a Petrobrás, como vem fazendo.

Hitler entrou para o lixo da história. Até quando vamos permitir que a Globo continue destruindo o país e posando de “Vênus Platinada”?

Fonte:
1-http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/05/1884062-e-uma-humilhacao-a-minha-vida-virou-um-inferno-diz-guido-mantega.shtml 
2 - https://oglobo.globo.com/brasil/compra-de-remedios-nova-fonte-de-fraudes-na-petrobras-19588706
3 -  http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/delator-cita-filho-fhc-esquema-corrupcao-petrobras.html
4 - http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/delator-cita-filho-fhc-esquema-corrupcao-petrobras.html
5 - http://fnpetroleiros.org.br/?p=12171
6 - http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/05/os-marinhos-da-globo-formam-uma.html

* Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”