19.5.17

APENAS A SAÍDA DE TEMER E ELEIÇÕES DIRETAS PODEM SALVAR A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Por GLENN GREENWALD – Via Intercept -


Quando Michel Temer foi alçado à Presidência da República há menos de um ano, depois do impeachment da Presidente eleita Dilma Rousseff, a principal justificativa dada pelas grandes figuras da mídia brasileira é que ele traria estabilidade e unidade ao país fragilizado pela crise.
Desde o início, o oposto aconteceu: Temer e seus aliados mais próximos abriram o caminho para muito mais corrupção, controvérsias, instabilidade e escândalos que antes de sua chegada ao poder. Sua taxa de aprovação despencou para níveis abaixo dos 10%.
Leia mais em POLÍTICA