10.5.17

O PRIMEIRO GRANDE MOVIMENTO PELAS “DIRETAS JÁ”, ACONTECEU EM CURITIBA

EMANUEL CANCELLA -


Foi em 12/01/84 o ato que juntou 40 mil pessoas em Curitiba, depois veio vários atos (5). No Rio de hum milhão de pessoas em 10/04/84, e em São Paulo com hum milhão e meio de manifestantes,  em 16/04/1984.

É lamentável que militantes do MST tenha essa consciência que se expressa na faixa(3) e partidos de esquerda ainda defendam a Lava Jato e se calam diante do juiz Moro.

Muito provável que estejam priorizando a questão politico partidária, e como a Lava Jato só pune na esquerda o PT, que se dane o PT e Lula.

Luciana Genro do PSOL foi citada pela Lava Jato e mesmo assim defende a Lava Jato (1,2).

Partidos da esquerda ainda sustentam que não houve golpe no país. Isso se reflete nas direções sindicais e dos movimentos sociais hegemonizada por esses partidos.

No Sindipetro-RJ os companheiros do PSTU da direção do sindicato proibiu os companheiros do “SOS emprego” movimento que eles controlam de divulgar e vender externamente o meu livro “A outra face de Sérgio Moro”.

Vamos cobrar da base desses partidos a unidade para derrubar o golpe e a participação no movimento “Diretas Já” que já esta novamente nas ruas.

E o meu livro apesar do Moro e de outros críticos já foi lançado e esta a venda nos seguintes locais e nesse momento nas ruas de Curitiba (4).

Fonte:

* Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”