6.7.17

1- SISTEMA NEOLIBERAL COLOCA TRABALHADORES UNS CONTRA OS OUTROS, DIZ NOAM CHOMSKY; 2- NOVO VEXAME INTERNACIONAL: MERKEL DESMARCA JANTAR COM TEMER NO G-20 NA ALEMANHA

REDAÇÃO -

Intelectual criticou Partido Republicano e comentou a retirada dos Estados Unidos do Acordo de Paris por Trump.


Em entrevista à rede de televisão russa RT e transmitida neste domingo (02), o intelectual norte-americano Noam Chomsky criticou o neoliberalismo e afirmou que o sistema coloca os trabalhadores “uns contra os outros”.

“O neoliberalismo vem colocando os trabalhadores do mundo em competição uns contra os outros, mas permitindo a liberdade do capital e, de fato, um alto grau de proteção para o capital”, afirmou o linguista, filósofo e historiador de 88 anos.

Professor emérito do MIT (Massachusets Institute of Technology) e crítico constante do governo de Donald Trump, Chomsky afirmou que “estamos nos dirigindo a um precipício e o pior desses precipícios é condicionado pelos sistemas de mercado”. Para o intelectual, “a mudança neoliberal moveu as decisões da esfera pública ao mercado”.

Chomsky ainda criticou o partido político de Trump afirmando que os republicanos têm se dedicado a destruir a vida humana: “a posição da ala selvagem do capitalismo norte-americano, o Partido Republicano, é realmente impressionante, eles estão realmente correndo em direção a um precipício”, disse o intelectual, questionando se “houve realmente uma organização na história que se dedicou em destruir a vida humana?”.

“Se você é um crítico da política [dos EUA], você é antiamericano”, disse o acadêmico sobre como são vistos aqueles que se opõem ao governo no país. “Além dos EUA, eu não conheço nenhum outro país não-totalitário, não-autoritário, onde esse conceito exista”, afirmou Chomsky, que se considera socialista.

Além de se posicionar contra medidas tomadas pelo governo de Donald Trump, o intelectual se diz preocupado com as mudanças climáticas e com a saída dos EUA do Acordo de Paris. "Os EUA estão correndo em direção ao precipício, enquanto o mundo está tentando fazer alguma coisa [contra o aquecimento global", afirmou. (via Opera Mundi)

***
Novo vexame internacional: Merkel desmarca jantar com Temer no G-20 na Alemanha


Antes de o Palácio do Planalto ziguezaguear sobre Michel Temer ir ou não ao G-20 na Alemanha, estava acertado um jantar entre Michel Temer e Angela Merkel.

Temer havia decidido não embarcar, depois voltou atrás e disse que vai. Beleza. Mas, nesse meio tempo, perdeu a chance de posar ao lado de Merkel. A chancelaria alemã marcou outro compromisso para Merkel no horário antes reservado a Temer.