4.7.17

SÓ O POVO ESCLARECIDO SERÁ CAPAZ DE SUPERAR AS IDÉIAS GOLPISTAS DA CLASSE DOMINANTE

Por ANDRÉ MOREAU - Via blog Jornal da ABI -


Paneleiros do Congresso Nacional ficaram chocados com o que assistiram nessa semana. 

O pavor se instalou com a fala do Senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ao renunciar da liderança do partido: "(...) não seria jamais líder de papel, nem lideraria o PMDB contra trabalhadores e aposentados (...)"

"(...) Temer optou por massacrar os trabalhadores", mas na Câmara as operações de usurpação de direitos trabalhistas, avançaram (...)"

Pelo lado do judiciário, o petardo foi disparado pela oitava turma do Tribunal Federal da 4ª Região, ao decidir pela absolvição de João Vacari Neto, da condenação de quinze anos e quatro meses de prisão, por falta de provas, num dos cinco processos que existem contra o ex-tesoureiro do PT. Atentos ao fato de que "nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador" como afirma a Lei 12.850-13 que instituiu a delação premiada, assinada pela Presidenta Dilma Rousseff, os magistrados não tiveram dúvida em afirmar que não foram apresentadas provas que embasassem as delações. A decisão indica que o ordenamento jurídico brasileiro, ainda não admite o germânico, contrariando os que com base em delações, prendem, para depois investigar. A decisão da oitava turma, também nos remete a Lei de Roxin – usada a contra gosto do próprio autor da Lei do Domínio do Fato, o alemão Roxin que esteve no Brasil para dizer: a doutrina do Domínio do Fato não foi criada para ser usada em democracias e sim em estado de guerra. Para condenar quem comete crimes em massa.

Outro choque para os defensores do justiçamento, veio da revelação do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes que falou ao jornalista Kenedy Alencar: o Sr. Miller, ex-Procurador do Ministério Público Federal se demitiu da Procuradoria Geral da União (PGU), para trabalhar na defesa dos empresários Batista da JBS, sem que ninguém da PGU se pronunciasse. Segundo Mendes, há suspeita de que o Sr. Marcelo Miller, de nacionalidade americana, teria recebido "somas vultuosas" para orientar o esquema de delação dos irmãos Batista, da JBS-Friboi que se mandaram do país pela porta da frente, como as bênçãos das Organizações Globo.

Tais fatos reduziram o grau de justiçamento nas reportagens dos veículos das Organizações Globo. O Procurador Janot passou a ocupar menos espaço nos noticiários. O ilegítimo Michel Temer, mais a vontade, escolheu a subprocuradora-geral Raquel Dodge, para substituir o Sr. Rodrigo Janot, em setembro.

Tantas mudanças de rumo, em tão pouco tempo, geraram dúvidas entre ministros do STF, mas ao que tudo indica, a maioria continua se recusando a admitir que o uso da Lei do Domínio do Fato, no Brasil, foi um equívoco. Apesar dos questionamentos sobre os benefícios desproporcionais concedidos aos irmãos delatores, o Ministro Edson Fachin, foi mantido como relator do caso.

Quem quer ouvir falar em Anulação do Impeachment, Já?

A massificação acirrada a partir de julho de 2013 por editorias das Organizações Globo, se manteve nessa semana da Greve Geral (30), agora promovendo o "slogan" das Diretas, já! Objetivo: encobri o fato de que a Constituição foi rasgada com o impeachment, sem mérito que poderia servir de pressão para o STF anular o golpe de 2016.

O apoio incondicional das Organizações Globo ao processo de justiçamento que camufla o golpe de 2016 será objeto de diversas avaliações, passando por grampos ilegais feitos pelo Estado norte-americano, remetendo estudiosos a atuação dos jornalistas Irineu Marinho e Jean Mazon, em 1962, na direção do departamento de propaganda e cinema, do Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (Ipês), na preparação do golpe de 1º de abril de 1964.

A satanização hoje, em tempos de "democracia", confunde prerrogativas da citada concessionária, com a atuação de um partido político. Visa, novamente anular a possibilidade de candidatura do ex-Presidente Lula, inventando outro candidato avulso, para ser eleito em 2018. Quem sabe se o Prefeito João Doria que já foi azeitado, em um "cocktail/supper" a convite de Boni, Ricardo Amaral e Paulo Marinho, no Gávea Golf Club.

A máquina de guerra midiática conta com aliados de peso junto a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). Até a Empresa Brasil de Comunicações, passou a operar como repetidora das Organizações Globo. Atualmente, através do programa "Memória Brasil", da TV Brasil, vem sendo reproduzidos filmes que falam no "progresso de 1962", mas sem tratar do objetivo: preparar o golpe de 64, com a satanização de líderes nacionalistas.

* André Moreau, é Coordenador-Geral da Pastoral IDEA, Professor, Jornalista, Diretor do IDEA, Canal Universitário de Niterói, Unitevê, Universidade Federal Fluminense (UFF).