14.9.17

SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS DO RJ DEFENDE AMPLIAÇÃO DE INVESTIMENTOS NA ATENÇÃO BÁSICA DA CATEGORIA

REDAÇÃO -

Audiência pública foi realizada nesta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de Angra dos Reis.
Filiado à CSB, o Sindicato dos Farmacêuticos do Rio de Janeiro defendeu a ampliação de investimentos na Atenção Básica da categoria durante a audiência pública realizada nesta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de Angra dos Reis.

“[Na sessão] ficou claro que a assistência farmacêutica básica é de extrema importância e deveria receber um orçamento maior para suprir as necessidades”, afirmou o presidente do sindicato, Francisco Cláudio de Souza Melo.

A Atenção Básica é o conjunto dos primeiros cuidados com o paciente. No entendimento do dirigente, além da atuação em farmácias, os farmacêuticos deveriam integrar as equipes do sistema público de saúde. “O que preconizamos é que ele possa também participar junto com outros profissionais da saúde, indo ao encontro da população para ver a necessidade da população”, ressaltou.

“Se atuarmos nessa forma haverá diminuição de internações, de gasto exacerbado em medicamentos, medicamentos que estão vencendo e a população vai ser mais bem servida pelos profissionais de saúde, inclusive pelo próprio farmacêutico”, analisou.

Participaram da audiência pública o vice-prefeito de Angra dos Reis, Manoel Parente, e os vereadores Francisco Canindé da Costa Raimundo (PMDB), Kamu (PSB), Luciana Ferreira de Oliveira Valverde (PMDB) e Titi Brasil (PMDB). (via CSB)

***
Metalúrgicos e outras categorias agitam dia Nacional de Lutas, Protestos e Greves com assembleias e atos pelo país

Contra as reformas e por nenhum direito a menos, metalúrgicos de todo país realizaram assembleias, travamento de avenidas e mobilizações já nas primeiras horas desta quinta-feira (14).

O Dia Nacional de Lutas faz parte das atividades do “Movimento Brasil Metalúrgico”, que reúne sindicatos e federações ligados à CSP-Conlutas, CUT, Força Sindical, Intersindical, CTB e UGT. São cerca de 2 milhões de trabalhadores mobilizados em diversas regiões.

Leia a íntegra da matéria no site CSP-Conlutas