16.10.17

A 22º ELEIÇÃO DA VENEZUELA EM 18 ANOS CONSOLIDA O DESEJO DO POVO: O DIREITO À PAZ

Por ANDRÉ MOREAU -


Apesar do exercício de votar não ser obrigatório na Venezuela, o povo venezuelano mais uma vez deu um exemplo de civismo ao mundo, agora na 22º jornada eleitoral, em 18 anos.

As tentativas de criar tensões, não foram capazes de enganar o povo que em massa exercitou o seu direito de eleger os governadores, em um processo democrático, dando um basta a violência através do voto.

Com a jornada histórica desse dia 15, foi consolidado o caminho de paz com ampla maioria do povo no processo Constituinte, participativo, para que na segunda quinzena de outubro, se possa ativar rodas de diálogo conforme prevê o Presidente Nicolás Maduro, com base na verdade, não para tratar das falsificações e sim para incrementar melhores condições de vida para todos.

A participação no evento eleitoral e democrático de hoje, superior ao que ocorreu nas eleições de 2012, sepulta de vez, qualquer aventura das forças imperialistas que operam na tentativa de sabotar a República Bolivariana da Venezuela.

*Via e-mail / André Moreau, é jornalista e cineasta, Coordenador da Chapa Villa-Lobos, arbitrariamente impedida de concorrer à direção da ABI (2016/2019) e diretor do IDEA, Programa de TV., Canal Universitário de Niterói – Unitevê, Universidade Federal Fluminense (UFF).