23.10.17

CÂMARA VOTA NA QUARTA (25) DENÚNCIA CONTRA MICHEL TEMER, ELISEU PADILHA E MOREIRA FRANCO

Via DIAP -

O destaque do plenário da Câmara dos Deputados desta quarta-feira (25) é a votação de pedido de autorização do Supremo Tribunal Federal (SIP 2/17) para processar, por crime comum, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). A tendência é que se repita o que ocorreu na votação da primeira denúncia, que foi rejeitada em agosto, por 263 votos contra a autorização, 223 favoráveis e 2 abstenções.

Reprodução / Charge Online.
A partir das 9 horas, os deputados vão debater o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) contrário à autorização, conforme relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) aprovado por 39 votos contra 26.

Formação de quadrilha e obstrução de Justiça

A denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa Temer e os ministros de formação de quadrilha e obstrução de Justiça com o intuito de arrecadar propinas, estimadas em R$ 587 milhões. O Planalto nega todas as acusações.

O caso envolve ainda outras pessoas que não têm foro privilegiado, como os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e Rodrigo da Rocha Loures; o empresário Joesley Batista e o executivo Ricardo Saud, ambos da J&F.

Conforme os procedimentos de plenário para análise da denúncia, a autorização só será concedida se receber o apoio de pelo menos 342 deputados, ou 2/3 do total de 513 deputados, que terão que se manifestar contrários ao relatório de Bonifácio de Andrada por meio do voto “não”.

Sessões solenes

Na terça-feira (24), às 9 horas, a Câmara dos Deputados faz homenagem aos 100 Anos da Revolução Russa. Vai ser Plenário Ulysses Guimarães.

Na quinta-feira (26), às 10 horas, para entrega do Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós - 2017. Vai ser no plenário Ulysses Guimarães.

Vetos no Congresso

Na terça-feira (24), às 19 horas, os parlamentares farão sessão do Congresso Nacional para analisar seis vetos presidenciais a projetos de lei, além de 13 propostas que abrem créditos orçamentários adicionais ao Orçamento de 2017.

Segurança em debate

Na quinta-feira (26), às 10 horas, o plenário realiza comissão geral para debater o assassinato de policiais militares e demais agentes públicos de segurança no Brasil. O debate tinha sido marcado originalmente para o dia 4 deste mês.