9.11.17

ATO EM DEFESA DA MORADIA TERMINA COM MANIFESTANTES SEM-TETO ESPANCADOS POR GUARDA MUNICIPAL NA PREFEITURA [VÍDEO]

ROGER MCNAUGHT -


Manifestantes da ocupação “Povo Sem Medo”, na Pavuna, organizaram um ato em defesa do direito à moradia em frente à sede da prefeitura, na Cidade Nova, durante a manhã e início da tarde desta quarta-feira, dia 8 de novembro.

Munidos de bandeiras, cartazes e uma caixa de som móvel, pediam para ser atendidos na prefeitura acerca de programas de moradia e a situação do imóvel ocupado na Pavuna, que segundo pessoas da região estava abandonado há anos, com dívidas e sem nenhuma função no local.

Contando com apoio e solidariedade de vereadores como Leonel Brizola (PSOL-RJ), o movimento pedia para que lhes fosse permitido adentrar a prefeitura para aguardar, uma vez que haviam crianças e idosos no grupo e ficar ao sol não seria saudável, mas agentes da Guarda Municipal negaram o pedido fechando os portões.

Ao tentar adentrar a prefeitura por um portão lateral, os manifestantes – os quais vale ressaltar novamente que portavam apenas bandeiras e uma caixa de som, objetos incapazes de causar danos de qualquer natureza – foram repelidos violentamente pelos agentes da guarda que utilizaram de extrema força para expelir os cidadãos da prefeitura, danificando a caixa de som e machucando pessoas.

Durante a situação, pessoas foram ameaçadas direta e indiretamente por agentes da prefeitura e um rapaz que filmava a ação do lado de dentro foi cercado pela guarda de forma a intimidar e impedir registros das ações.  A truculência e intimidações só tiveram fim após interferência direta do vereador Leonel Brizola que ao presenciar o abuso imediatamente abriu diálogo para evitar que mais pessoas fossem feridas pelo destempero de agentes que demonstraram total desprezo pelo bem estar da população.

Essa é nossa prefeitura que “cuida das pessoas”... O Bispo só esqueceu de dizer quais são essas pessoas.