23.1.18

A VERDADE DITA POR CRIVELLA

MIRSON MURAD -


O "bispo" da IURD, Marcelo Crivella, que mente mais que o Pinóquio e nunca faz uma declaração que seja verdade, o prefeito ausente de todas as questões da cidade, que afundou o Rio de Janeiro ao ostracismo onde não tem saúde, educação, segurança, as ruas totalmente esburacadas, falta água, limpeza urbana, nos hospitais não tem lençóis, todos os produtos de higiene, remédios, fraldas, administrações em todos os níveis, mas bastante emprego público para os seguidores do titio, finalmente disse um verdade. Foi hoje, nas comemorações de seu primeiro ano mamando nas tetas da prefeitura sem governar, que Marcelo Crivella, após rebater aos que o acusam de viajar muito para o exterior, justificando que foi atrás de investimentos para o Rio (na Rússia e mais uns 8 ou 10 países) sem apresentar ao menos um contato e resultado governantes e empresários (mas aproveitou para orar nas IURDs nesses países, pediu desculpas por seus desmandos, causando grande decepção aos seus eleitores, declarou que a causa disso era sua inexperiência. Inexperiência? Sua Com essa confissão, o "bispo" Crivella deu provas - também - de que é um aventureiro, um incapaz, um irresponsável, alguém que não pode ficar ocupando tal cargo por não saber governar, que assenhorou-se da prefeitura ludibriando seus seguidores que o elegeram. E não sou eu quem o afirma. É o próprio Crivella que fez tal declaração. Consequentemente, torna-se imprescindível que esse irresponsável aventureiro seja destituído do cargo. Prefeito ele não pode continuar sendo.