8.2.18

1- SP: CONDUTORES APROVAM PARALISAÇÃO NO DIA 19 E PLANO DE LUTA CONTRA REFORMA TRABALHISTA; 2- COMO CRISTIANE BRASIL CONSTRANGEU SERVIDORES PARA TRANSFORMÁ-LOS EM CABOS ELEITORAIS [VÍDEO]

REDAÇÃO -


Com a presença de cerca de cinco mil trabalhadores e trabalhadoras e ao som da palavra de ordem “Nova Lei Trabalhista? Aqui não!”, a assembleia extraordinária do Sindicato dos Condutores de São Paulo aprovou, nesta quarta-feira (7), na quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo, um plano de ação contra a implantação da Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência e a proposta de licitação dos Transportes de São Paulo.

A plenária aprovou que não aceitará a implementação da reforma trabalhista em sua categoria. Valdevan Noventa, presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadora em Transporte Rodoviário e Urbano de São Paulo, informou que no dia 16 de fevereiro haverá nova Plenária para definir a agenda de ações contra os três ataques.

“Não aceitaremos nenhum proposta que retire direitos da classe trabalhadora. Convocamos essa assembleia para organizar a luta em defesa dos nossos direitos“, avisou Noventa.

O dirigente destacou que "somente agora o trabalhador começa a sentir os efeitos da reforma trabalhista. E, se aprovada, a reforma da previdência liquida por completo com os nossos direitos”. E completou: “A unidade será fundamental".

(...)

19 de fevereiro

A assembleia também deliberou sobre a agenda das Centrais Sindicais, que convocaram Dia Nacional de Luta, em 19 de fevereiro em todo o país.

“Nossa orientação permanece, se colocar para votar, São Paulo vai parar”, avisou Noventa, ao confirmar seu apoio ao ato convocado no próximo dia 19 de fevereiro. (via Portal CTB)

***
Como Cristiane Brasil constrangeu servidores para transformá-los em cabos eleitorais