18.2.18

GENERAL BRAGA NETO VAI TER MAIS AUTORIDADE QUE O GOVERNADOR

ALCYR CAVALCANTI -


Um dia depois do Carnaval, o presidente Michel Temer assinou decreto para uma intervenção militar no Estado do Rio de Janeiro e nomeou o general Walter Braga Neto que comandou a operação militar durante os Jogos Olímpicos de 2106. Braga Neto estava em viagem no exterior e voltou para tomar posse. Temer veio ao Rio de Janeiro no sábado após o Carnaval acompanhado dos ministros Henrique Meirelles, Moreira Franco, do presidente da Câmara Rodrigo Maia além do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito Marcelo Crivella que rapidamente voltou de uma viagem à Europa.

O general Braga Neto na prática é o novo governador do RJ, pois vai ter plenos poderes na á´rea da segurança, pode demitir, exonerar, mandar processar e nomear a quem quiser em sua área. Não teria na prática de fornecer nenhuma explicação ao governador Luis Fernando Pezão, muito desgastado e que reconheceu publicamente ter fracassado a "Operação Carnaval". O crescimento da violência durante o período da folia de Momo pode ter sido o golpe final para afetar a combalida política de segurança do estado centrada unicamente no combate ao narcotráfico.

Intervenções militares tem se sucedido periodicamente há alguns anos, mais acentuadamente desde o governo Leonel Brizola, mas a criminalidade tem crescido de maneira acelerada. A política de segurança tem sido baseada no conceito importado da "War on Drugs", a "Guerra Contra as Droga com operações bélicas com poucos resultados práticos. Muitas mortes de civis, pessoas inocentes e policiais no exercício de suas funções, mas o narcotráfico continua expandindo seus tentáculos em todo o mundo. No Rio de Janeiro o chamado crime organizado mudou sua configuração depois da entrada da rede criminal paulista Primeiro Comando da Capital-PCC na cidade. Depois de um rompimento da aliança cooperativa com a maior rede criminal do estado o Comando Vermelho-CV a facção paulista fez uma aliança com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA ao estabelecer suas bases na Favela Rocinha, uma das maiores da América do Sul e que tem uma localização privilegiada. A Rocinha não tem limites  geográficos com dois bairros de grande poder aquisitivo São Conrado e Gávea, por isso é considerada "uma mina de ouro" devido às altas taxas de lucro com o comércio da venda de drogas, à varejo.

A recente implosão de violência na Rocinha na disputa pelos pontos de venda de drogas entre Antônio Bonfim Lopes o Nem e Rogério Avelino o 157  foi também um complicador. Rogério 157 braço direito de Nem mudou de lado e saiu da rede ADA e foi buscar abrigo com os chefes do Comando Vermelho. A disputa se intensificou e se espalhou para vários morros do Rio de Janeiro.

A população espera resultados imediatos, mas espera também que não seja apenas uma solução temporária de algumas semanas para conseguir votos para a chamada base aliada de Temer, que se encontra muito combalida e sem nenhuma credibilidade.