7.2.18

NO FANTÁSTICO, GLOBO FOCOU EM CRISTIANE BRASIL PARA PROTEGER MORO!

EMANUEL CANCELLA -

E o pior foi quando, entrevistado pelo jornal o Globo, Moro falando sobre o auxilio moradia deu uma resposta digna da bandidagem: “Se não dão, a gente pega (4)”


O Fantástico, programa de maior audiência da Globo, tem funcionado como “Pau de arara” para seus desafetos. Lembram o general Garrastazu Médici, com o radinho no ouvido, no Maracanã, enquanto alguns chamados subversivos eram torturados nas adjacências, no quartel da Barão de Mesquita?

Agora a tortura é outra e os petroleiros já passaram por várias seções no Fantástico: já foram comparados a um paquiderme e chamados de marajás quando também queriam desmoralizar a Petrobrás, na tentativa frustrada da privatização da Petrobrás, no governo de FHC.

Recentemente, fomos colocados de buda para cima e toma bordoada por conta do Beneficio Farmácia. Funcionou esse pau de arara do Fantástico referente ao Benefício Farmácia, já que a Globo, para queimar o filme do petroleiros e da Petrobrás, disse que remédio para cachorro era adquirido com o Benefício; que era usada receita sem assinatura de médico e que também mulher pegava remédio para próstata (3).

Como a Globo não dá o direito de resposta, ficou valendo o dito e a companhia acabou com o Beneficio Farmácia. A Globo não disse que, todos pagam pelo benefício, com desconto em folha, os cerca de 300 mil entre titulares e dependentes petroleiros, ou seja, o Beneficio se sustentava sozinho, porque todos pagavam, mesmo quem não usava qualquer medicamento.

A Globo não mostrou que o Beneficio não cobria todo tipo de tratamento, eram só alguns remédios e uma mulher podia apanhar remédio para o marido, sim. Claro que podia haver fraude, mas que tinha que combater pontualmente e não prejudicar todo mundo e prejudicar a imagem do petroleiro e da Petrobrás.

O pau de arara tinha como principal finalidade a delação premiada, ou seja,  a deduragem de alguém e assim como hoje, não precisava provar nada..

A Miriam Leitão, por exemplo, foi torturada pelos milicos, grávida e com uma cobra dentro de uma sala escura.  Outro torturado foi Fernando Gabeira, que sequestrou o embaixador norte-americano Charles Elbrick, em 1969. Ambos, Míriam e Gabeira, agora trabalham para a Globo (1,2).

Provavelmente foram acometidos da Síndrome de Estocolmo (Stockholmssyndromet em sueco) que é o nome normalmente dado a um estado psicológico particular, em que uma pessoa, submetida a um tempo prolongado de intimidação, passa a ter simpatia e até mesmo sentimento de amor ou amizade perante o seu agressor”. Isso porque a Globo apoiava a ditadura.

O Fantástico também funciona como cortina de fumaça, quem assistiu ao programa no último domingo, esperava uma reportagem sobre o auxílio- moradia dos juízes que envolve suas excelências de “A a Z”, inclusive os topes de linha, como o Sergio Moro e Marcelo Bretas. Acertou quem disse que o Fantástico não iria falar nada, pois afinal Moro foi premiado pela Globo como o homem que faz a diferença. E o pior foi quando,  entrevistado pelo jornal o Globo, Moro falando sobre o auxilio moradia deu uma resposta digna da bandidagem: “Se não dão, a gente pega (4).”

Fonte: