2.2.18

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS FRENTISTAS FALA A AGÊNCIA SINDICAL SOBRE 25 ANOS DE LUTAS DA CATEGORIA

Via FENEPOSPETRO -


O presidente da FENEPOSPETRO e do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto gravou entrevista ontem (1) na capital paulista para Agência Sindical. O diretor responsável pela Agência, João Franzin realizou a entrevista com maestria e aproveitou a oportunidade para relembrar os 25 anos de fundação e lutas da Federação, com destaque para a batalha que barrou o sistema self-service no Brasil, garantindo a sobrevivência de no mínimo 500 mil Frentistas, há 17 anos.

O dirigente sindical destacou a luta que foi fundar em 21 de novembro de 1992, a Federação Nacional dos Frentistas que já completou 25 anos de lutas ininterruptas. “Hoje somos linha de frente pela manutenção da CLT e contra esse governo anti-povo. Negociamos maiores salários, melhores condições de trabalho e benefícios sociais para 600 mil profissionais do setor. Para obter o registro e o reconhecimento, os dirigentes da FENEPOSPETRO tiveram que lutar contra a pressão patronal e contra interesses escusos de sindicalistas de alguns estados, entre os quais do Rio de Janeiro, que tentaram impedir a criação da entidade. O caso foi parar na Justiça, em 16 de fevereiro de 2005, o Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, proferiu sentença definitiva favorável à criação da nossa entidade”, lembrou Eusébio Pinto Neto.

A pauta também tratou de temas como: a importância da presença feminina nas bases; Convenção Coletiva; trabalho de conscientização dos trabalhadores; orientação jurídica; benefícios; periculosidade e insalubridade; normas de segurança (NRs); Campanha de Prevenção ao Benzeno; Reforma Trabalhista e Previdenciária; aumento significativo de sindicalizados, entre outros.


A luta segue cada dia mais desigual, o governo federal com sua agenda neoliberal visa liquidar o Movimento Sindical. Quando todos os trabalhadores brasileiros compreenderem o tamanho de nossa força frente aos patrões, quando se desencadearem greves em todos os ramos da economia e explodir a revolta social, então talvez apareçam dúvidas nos corações arrogantes do patronato. Vendo o seu poder ameaçado, farão concessões, abrindo portas para uma futura Revolução Social”, afirmou o líder da categoria, Eusébio Pinto Neto.

Agência Sindical – Segundo o jornalista João Franzin, a empresa existe desde 1990, prestando serviços de comunicação e consultoria, para entidades das mais variadas categorias: têxteis, borracheiros, metalúrgicos, vigilantes, transportadores de valores, hoteleiros, comerciários, condutores, Servidores Públicos, etc. A Agência Sindical conta com equipe qualificada, com experiência em comunicação sindical e domínio de várias mídias.

Em breve estará disponível no site da Agência Sindical a imperdível entrevista realizada ontem. “É preciso indignação, sonhar e lutar, combater, atacar ou recuar faz parte dessa batalha. O que não podemos é ficar estagnados, paralisados, sem reação, aprendemos nesses 25 anos de lutas que o protagonismo é nosso!”, enfatizou Eusébio Pinto Neto.

* Daniel Mazola, assessoria de imprensa FENEPOSPETRO