10.3.18

A FALIDA JUSTIÇA LABORAL, JAMAIS FOI OPERÁRIA

ROBERTO M. PINHO -

(...) “Os magistrados trabalhistas não podem e não deveriam sequer opinar na elaboração de textos de leis do trabalho, isso porque eles não representam a sociedade civil no Congresso, e ainda, é imoral o juiz que vai julgar e decidir em texto que ele mesmo propôs ou modificou a criação”.


A má avaliação do Judiciário como prestador de serviço piorou ainda mais ao longo dos últimos anos, segundo pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV). Comparando a confiança no Judiciário com outras instituições, a pesquisa mostra a frente, as Forças Armadas, Igreja Católica, Ministério Público, grandes empresas e a imprensa escrita.

Leia mais na COLUNA