18.4.18

1- ALCKMIN LAMENTA SITUAÇÃO DE AÉCIO, MAS DIZ QUE JUSTIÇA É PARA TODOS; 2- MARINA, QUE APOIOU AÉCIO EM 2014, SOBRE ELE TER SE TORNADO RÉU: ‘NINGUÉM PODE FICAR IMPUNE’

REDAÇÃO -


O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, lamentou nesta terça-feira (17) a situação de seu companheiro de partido Aécio Neves, que se tornou réu, mas ressaltou que a lei no país deve ser para todos.

Por unanimidade, os ministros da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) aceitaram nesta terça-feira (17) denúncia contra o senador tucano por corrupção passiva e obstrução judicial.

Na saída de evento em Brasília, o também pré-candidato presidencial afirmou ter visto o episódio com tristeza e observou que o senador mineiro ainda terá a oportunidade de se defender.

“Não existe justiça verde, amarela, azul ou vermelha. Só existe Justiça. Decisão judicial se respeita e a lei é para todos, sem distinção”, afirmou.

Apesar de ter lamentado, Alckmin negou que o episódio cause embaraço ao partido ou à sua candidatura. Segundo ele, cabe apenas a Aécio agora definir se será candidato nas eleições deste ano.

“Cabe a ele definir o que vai fazer e como fazer”, disse. (via Folha)

***
Marina, que apoiou Aécio em 2014, sobre ele ter se tornado réu: ‘ninguém pode ficar impune’

De Ernesto Neves na coluna Radar da revista Veja.

Pré-candidata à presidência da República pela Rede, Marina Silva manifestou apoio ao STF pelo recebimento da denúncia contra o senador Aécio Neves(PSDB).

“As graves denúncias contra o senador Aécio Neves pelos crimes de corrupção passiva e obstrução à justiça precisam ser apuradas e julgadas com celeridade e rigor. Ninguém pode ficar impune sob o manto do foro privilegiado!”

Em 2014, Marina apoiou o senador na disputa presidencial contra Dilma Rousseff.