23.8.18

O LIVRO AFUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO EXPLICA POR QUE A GLOBO É CITADA 14 VEZES NA JUSTIÇA DOS EUA E NENHUMA NO BRASIL

EMANUEL CANCELLA -

Ex-presidente da CBF, José Marin, é condenado ontem, 22/08/18, nos EUA a 4 anos de prisão e a Globo nem sequer é investigada no Brasil! (1).


Um ex-auditor da empresa, Roméro C. Machado, escreveu um livro “A fundação Roberto Marinho”, para descrever o que ele chama de zona e desorganização, em uma empresa que desenvolveu a cultura da sonegação.

Para se ter ideia de como funciona a justiça no Brasil, a justiça dos EUA citou a Globo 14 vezes, como por exemplo:

“Globo pagou propina para garantir direitos exclusivos de transmissão de eventos esportivos, como as Copas do Mundo de 2026 e 2030; o dinheiro saiu da Teleglobo, na Holanda” (1,2).

No Brasil. a PGR, Raquel Dodge, pressionada pelos partidos PT, PDT e PSOL  manda o MPF do Rio investigar a Globo, no escândalo da FIFA. Isso em novembro de 2017. Resultado: nada de investigação e a Globo, pela sua picaretagem, ainda recebeu um prêmio de transmissão exclusiva da Copa do Mundo de 2018 (3).

Eis a conduta de Romário, presidente da CPI da FIFA que investiga a Globo: “VERGONHA! Romário protege a Globo em CPI e ganha espaço para se promover na emissora.

Um caso que passou despercebido foi a participação do senador Romário, ex-jogador de futebol, campeão do mundo em 1994, no programa Bem, Amigos, da Sportv, da Globo, no final de setembro.

O programa, apresentado por Galvão Bueno, fugiu completamente de seu espírito quando Romário anunciou que é candidato a governador do Rio de Janeiro. O ex-árbitro de futebol Arnaldo César Coelho, também dono de uma retransmissora da Globo, a de Resende, no sul do Rio, deu corda ao assunto e perguntou se o partido dele tem candidato a presidente. “Tem. É o Álvaro Dias”, afirma” (4).

Diz Roméro C. Machado, que foi auditor fiscal antes de entrar na emissora:

“Fazer auditoria, na Globo, e não pegar ladrão era quase impossível. E, às vezes, eu me perguntava: Para que tanta técnica? Para que tanto estudo tributário? Para que refinado Management, Business and Administration, se na Globo a coisa era policialesca e rastaquera? Era como pescar num barril”, (4).

Se houvesse justiça neste país, esse livro afundava a Globo!

Fonte: