22.11.18

LUCIANO BANDEIRA É O NOVO PRESIDENTE DA OAB/RJ, OBTEVE 51,33% DOS VOTOS

ILUSKA LOPES -


O advogado Luciano Bandeira (foto) é o novo presidente da OAB/RJ. Apoiado pelo atual presidente, Felipe Santa Cruz, que em 2019 assumirá a direção da OAB Nacional, Bandeira foi eleito nesta quarta-feira pela Chapa 1 (OAB Forte e Unida) para comandar a entidade no triênio 2019/2021. Com 100% das urnas apuradas, Bandeira obteve 51,33% dos votos contra 14,30% de Luciano Viveiros, da Chapa 3, 8,24% Vitor Marcelo, da Chapa 5, 8,73% de Roque Z, da Chapa 2, 6,76% de Fernando Orotavo, da Chapa 5, e 3,58% de Rodrigo Salgado, da Chapa 6.

“A vitória da nossa chapa representa a vitória da advocacia fluminense, de uma gestão que assumiu a OAB há 12 anos e mudou para sempre a história desta instituição com um trabalho de excelência que tornou-se referência em todo o país na assistência a advogados e advogadas. Quero agradecer a todos pela confiança, especialmente ao presidente Felipe Santa Cruz, mas não há tempo para grandes comemorações. A partir de amanhã estarei fazendo o que faço há mais de uma década na OAB: trabalhar em prol da classe”, disse Bandeira.

Luciano Bandeira Arantes é carioca, tem 48 anos e graduou-se em Direito pela PUC-Rio em 1994, sendo reconhecido pela sua experiência nas áreas cível e empresarial como sócio do renomado escritório Fisher Bandeira Santana.

Em 2013, assumiu a diretoria executiva da OAB/RJ como tesoureiro, sendo responsável por uma demanda histórica: a redução do valor da anuidade da OAB/RJ. A medida não significou a redução de serviços. Atendendo a um pedido do presidente Felipe Santa Cruz, Bandeira viabilizou o maior equipamento já entregue aos advogados e advogadas em todo o país: a Casa das Prerrogativas Celso Fontenelle, que conta com 1.800 metros quadrados e 33 escritórios compartilhados em frente ao Fórum Central.

Em 2016, Bandeira acumulou a função com a presidência da Comissão de Prerrogativas, a principal da entidade. Desde então, a proteção dos direitos da advocacia ganhou dimensão inédita no país.

Em apenas dois anos, criou o Sistema Estadual de Defesa das Prerrogativas, que formou a partir de cursos mi ministrados nas 63 subseções, mais de 2.200 delegados que atuam em defesa da classe 24 horas por dia em todo o estado em todo o Estado.

Antes de chegar à diretoria da Ordem, Bandeira foi o fundador e o primeiro presidente da subseção da Barra da Tijuca, a maior da capital e segunda maior do Estado.

---
Veja também: