27.12.18

EM ENTREVISTA AO SBT, QUEIROZ TENTA EXPLICAR MOVIMENTAÇÕES SUSPEITAS EM SUA CONTA [VÍDEO]

REDAÇÃO -

“Se Queiroz fez fortuna vendendo carros, porque precisou de 40 mil emprestados? Porque não explicou o motivo de receber grana de outros funcionários em dia de pagamento de salário? Porque Queiroz demorou pra aparecer se era algo tão trivial? O tumor o impediu de depor, mas falar com o SBT pode?”, questiona o jornalista Guga Noblat em sua conta no Twitter.


Fabrício Queiroz, motorista e ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, disse em entrevista ao SBT que parte do R$ 1,2 milhão que movimentou vem de negócios como compra e venda de carros.

“Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro, compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro… Sempre fui assim, gosto muito de comprar carro de seguradora, na minha época lá atrás, comprava um carrinho, mandava arrumar, revendia, tenho uma segurança”, declarou.

Na entrevista, o Queiroz não quis detalhar a origem dos depósitos que recebeu da filha e da mulher. “Esse mérito de dinheiro eu queria explicar para o MP [Ministério Público]”, disse.

Queiroz também afirmou que seus rendimentos mensais giravam em torno de R$ 23 mil a R$ 24 mil, sendo “cerca de R$ 10 mil” vinda do salário de assessor e o restante da remuneração como policial. (via DCM)

***
EM ENTREVISTA AO SBT, QUEIROZ TENTA EXPLICAR MOVIMENTAÇÕES SUSPEITAS EM SUA CONTA