3.1.19

O CARNAVAL É UM DUELO

LUIZ ANTONIO SIMAS -

Ilustração: Frevo - Augusto Rodrigues.
"O carnaval é perigoso. O controle dos corpos sempre foi parte do projeto colonial de desqualificação das camadas historicamente subalternizadas como produtoras de cultura.

O projeto de desqualificação da cultura é base da repressão aos elementos lúdicos e sagrados do cotidiano dos pobres, dos descendentes dos escravizados e de tudo aquilo que resiste ao confinamento dos corpos, transforma território em terreiro e cria potência de vida.

O corpo carnavalizado, sambado, disfarçado, revelado, suado, sapateado, sincopado, pombagirado, dono de si, é aquele que escapa, subindo no salto ou na ponta do pé da passista, ao confinamento da existência como projeto de desencanto e espera da morte certa.

O carnaval é um duelo entre o corpo e a morte."

***
CURSO

Pra quem gosta, tem intenção de conhecer melhor, ou mesmo estudar carnaval e escolas de samba, tá aí um curso que é goiabada cascão em caixa. Um time pesado de pesquisadores, jornalistas, historiadores, carnavalesco, pra contar as histórias dos enredos das agremiações através dos tempos. Tô nessa com a maior alegria. Corre lá porque as inscrições estão abertas e as vagas são limitadas.