17.1.19

SABORES SAGRADOS

LUIZ ANTONIO SIMAS -

Em um programa de culinária na televisão, a apresentadora preparou uma comida para o cantor e compositor Arlindo Cruz que levava azeite de dendê. O artista recusou a iguaria com um argumento que, para muitos, pareceu inusitado: como praticante do candomblé, ele não poderia comer o alimento. O dendê é vetado para os filhos do orixá ao qual o músico foi consagrado. Nos rituais afro-brasileiros, afinal, a comida é compartilhada entre os homens e os deuses, é portadora de energia e está presente em praticamente todas as atividades ritualísticas. Se o alimento certo fortalece o corpo e o espírito, o alimento errado age no sentido contrário.

Acarajé (Reprodução)
Leia mais em CULTURA

*Artigo publicado originalmente na Revista de História da Biblioteca Nacional. Dossiê - Culinária, em fevereiro de 2016/Fonte: Facebook.