12.3.19

QUALQUER SEMELHANÇA DA LAVA JATO COM ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NÃO É MERA COINCIDÊNCIA!

EMANUEL CANCELLA -


Creio que qualquer pessoa que enxerga um palmo além do nariz não acredita que a Lava Jato defende a Petrobrás e os interesses brasileiros.

Essa agora de o fundo bilionário da Lava Jato, constituído com dinheiro da Petrobrás (3), é o fim da picada. Com o agravante de os EUA passarem a ter acesso às informações da Petrobrás, principalmente do pré-sal.

Segundo a jornalista Tales Faria, do UOL, o Fundo da Lava Jato “tem cheiro de campanha eleitoral” em favor de Moro (4).

Quando se diz que, no governo Lula, na Petrobrás, desenvolveu-se tecnologia inédita no mundo ficam omitidos os montantes de dinheiro público que financiaram o desenvolvimento dessa tecnologia que, diga-se de passagem, só a Petrobrás detém.

Foi justamente essa tecnologia que permitiu a descoberta do pré-sal, uma das maiores reservas de petróleo no mundo contemporâneo e de óleo de primeira qualidade.

Com esse Fundo, é só no pré-sal e sua tecnologia que os EUA e seus aliados estão de olho.

Com essa tecnologia e a descoberta do pré-sal, a Petrobrás ganhou, da maior autoridade do ramo, pela 3ª vez, o prêmio OTC, também conhecido como o “Oscar” da indústria do petróleo (1).

Desde o golpe que derrubou a presidenta Dilma que a Petrobrás vem sendo dirigida por entreguistas. Foi assim com Pedro Parente, Ivan Monteiro e agora com Castelo Branco.

Na Venezuela, os EUA querem, através de uma guerra, apossar-se ilegalmente do petróleo com ajuda do Brasil. Aqui não precisam de guerra, a Lava Jato faz o jogo sujo, ou seja, viabiliza a entrega aos americanos de nosso ouro negro e de nossa tecnologia, conseguida com dinheiro do povo.

O presidente da Petrobrás, Castelo Branco, prioriza a entrega aos gringos da Cessão Onerosa, uma área do pré-sal que Dilma, através da lei de Partilha, (12.251/10) passou com base na lei, direto para a Petrobrás, sem licitação (2).

Algo em torno de 5 BI de barris de petróleo, cuja função é financiar a exploração e produção do pré-sal.

Mas a Lava Jato vai muito além da submissão aos EUA, a Operação entrou na área do crime.

Por exemplo, com a omissão criminosa da Lava Jato, o golpista MiShell Temer articulou e sancionou uma lei que isenta as petroleiras estrangeiras, em impostos,  em um trilhão de reais. A mais beneficiada a Shell (5).

A Lava Jato, que diz combater a corrupção na Petrobrás, permitiu que o tucano Pedro Parente assumisse a presidência da Estatal. Mesmo Parente sendo réu desde 2001 na venda criminosa de ativos, quando dera prejuízo de R$ 5 BI à Petrobrás (7).

E contando com omissão da Lava Jato, a direção pagou ao banco JP Morgan R$ 2 BI de um empréstimo que só venceria em 2022 (6). E Parente é sócio do banco.

E não digam que os petroleiros ficaram calados. Além da denúncia em 2001, que transformou o tucano Pedro Parente em réu; em novembro de 2016, denunciei, enquanto petroleiro e dirigente sindical, a omissão da Lava Jato quanto à gestão criminosa de FHC e Pedro Parente na Petrobrás. Veja a denúncia na íntegra (8).

Fonte: