2.4.19

A RESPOSTA DOS PAÍSES ÁRABES

MIRSON MURAD -


O presidente Jair Bolsonaro insiste em agradar o presidente Pato Donald Trump e ao Primeiro-Ministro, discípulo de Hitler, Benjamin Nathenayel. Em Israel declarou que abrirá um escritório em Jerusalém, provocando a ira dos países árabes, grandes parceiros comerciais do Brasil (eles são os maiores compradores de carne bovina e de frango do nosso agronegócio) que está profundamente preocupado com a decisão impensada do presidente brasileiro.

Os embaixadores árabes, credenciados em nossa Pátria, já solicitaram uma audiência com o presidente Bolsonaro quando de seu retorno ao Brasil. Contudo, pensando melhor resolveram enviar-lhe um telegrama com os seguintes dizeres: "sanior bresidente Boçalnazi. O sanior está abraçado com o Iarrudi Nini e afrontando a nós, os maiores fregueses da carne brasileira. São muitos bilhões de dólares, anualmente, que entram de divisa financeira no Brasil. "Churraida lê? Bode berde tudo", "BB 62".

Intrigado com o final do telegrama, o Palácio do Planalto, não conseguindo decifrar o que significava BB 62, mandaram buscar na 25 de março, em São Paulo, um árabe para traduzir o que é 62. Também convocaram um comerciante da Rua da Alfândega, na SAARA carioca. Após lerem o telegrama os árabes disseram: "BB 62 quer dizer: - "Buda Bariu seis dois".