2.4.19

FLAMENGO DESAUTORIZA HOMENAGEM A STUART ANGEL, ATLETA DO CLUBE MORTO PELA DITADURA; DEPUTADO QUE QUEBROU PLACA COM NOME DE MARIELLE FESTEJA COM TIME EM CAMPO

REDAÇÃO -

O Flamengo soltou uma nota oficial nesta segunda-feira, 1º, para negar que tenha participação em uma homenagem a Stuart Angel, o filho de Zuzu Angel, que foi atleta do clube e morto pela ditadura.


O colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, divulgou que o rubro-negro teria estampado o nome de Stuart em uma camisa do clube como maneira de relembrar o golpe militar de 1969.

Hildegard Angel, irmã de Stuart, chegou a divulgar uma foto da peça em sua conta no Twitter. “Camiseta do Flamengo lançada neste 31 de Março para celebrar o heroísmo de seu atleta bicampeão do Remo, Stuart Angel. Além do nome, ela traz a idade com que seu remador foi morto pela Ditadura Militar #MengoSempre #StuartVive”, escreveu.

No entanto, o Flamengo se eximiu de responsabilidade sobre o ato e afirmou que, “por ser uma verdadeira Nação, formada por mais de 42 milhões de torcedores das mais diversas crenças e opiniões, não se posiciona sobre assuntos políticos. A homenagem citada na nota foi realizada diretamente por um grupo de sócios e torcedores do Clube, sem nenhuma participação da instituição – algo que, inclusive, é estatutariamente vedado”. (…)

Fonte: BandSports

---
Deputado que quebrou placa com nome de Marielle festeja com Flamengo em campo

Do blog do Mauro Cezar:



Exatos 17 dias depois de o assassinato da Marielle Franco completar um ano, o deputado Rodrigo Amorim (PSL) comemorou, dentro do campo de jogo do Maracanã, o título de campeão da Taça Rio conquistado pelo Flamengo. Ele ficou conhecido ao aparecer em fotos quebrando uma placa com o nome da  vereadora do PSOL. O blog perguntou ao clube se ele fora convidado pelos rubro-negros a celebrar a vitória sobre o Vasco no gramado, com os jogadores. A resposta foi: “Não, ele entrou com o Secretário de Esportes do Estado”.

Embora tenha sido eleito, o que evidencia a existência de seguidores de Amorim, trata-se de personagem polêmico, com elevado índice de rejeição em todas as torcidas. O motivo, óbvio, a forma como agiu diante do que se passou com Marielle, torcedora do Flamengo e homenageada em diversos estádios do país por diferentes torcidas. Se o gesto a ele rendeu votos, também causou repulsa em muitos. Rubro-negros, inclusive. Vários foram às redes sociais manifestar descontentamento com sua ida ao campo, alguns lembraram a presença do político na posse do presidente Rodolfo Landim.

O blog enviou perguntas ao vice-presidente de comunicação e marketing do Flamengo, Gustavo Oliveira, sobre qual a postura do clube quanto à presença deste deputado em campo na comemoração da Taça Rio. E também questionou a posição do agremiação, de torcida popular que é, com relação à defesa da democracia, tema que no domingo foi abordado nas redes sociais por outros da primeira divisão nacional, como Bahia, Corinthians e Vasco da Gama. Até o momento da publicação deste post o dirigente não havia respondido às perguntas.

(…)