14.6.19

MAIS DE 170 CIDADES VÃO FAZER ATOS CONTRA REFORMA, POR EMPREGOS E EDUCAÇÃO

REDAÇÃO -

Trabalhadoras e trabalhadores de mais de 170 cidades de todas as Regiões do país já confirmaram que, após as paralisações dos locais de trabalho, também vão fazer ato político contra a reforma da Previdência, os cortes na educação e por empregos.


Desde as primeiras horas desta sexta-feira (14) até o início da noite ocorrerão paralisações e atos nas praças públicas, grandes centros urbanos, nas periferias, em frente aos sindicatos, INSS, terminais de ônibus, entre outros lugares.

Organizada pela CUT e demais centrais sindicais - CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, UGT, Nova Central, CSP- Conlutas e Intersindical -, a greve geral ganhou a adesão das mais diversas categorias de trabalhadores, dos movimentos sociais e atos estão previstos nos 26 estados da federação.

Entre as categorias que confirmaram que cruzarão os braços nesta sexta-feira (14) estão: professores, metalúrgicos, trabalhadores da Educação, da saúde, de água e esgoto, dos Correios, da Justiça Federal, químicos, rurais, portuários, agricultores familiares, motoristas, cobradores, metroviários, ferroviários, caminhoneiros, eletricitários, urbanitários, vigilantes, servidores públicos federais, estaduais e municipais, petroleiros, enfermeiros e previdenciários

Confira os locais e horários das mobilizações em todo país: 

Fonte: CUT