8.7.19

JUIZ DITO LADRÃO PRENDEU SEM PROVAS LULA/DIRCEU/VACCARI, MAS COM PROVAS LIBEROU AÉCIO, FHC E ONYX

EMANUEL CANCELLA -


Comentarista da Sport TV Sérgio Xavier Filho sugere Moro para apitar a final da Copa América:  “E se Moro apitasse domingo a final do Maracanã? Só pra garantir, sei lá”, tuitou Xavier nesta sexta-feira (5) (1).

Acredite, esse juiz, tachado de ladrão até pelo comentarista esportivo da Globo, prendeu o ex-presidente Lula, José Dirceu e o tesoureiro do PT, Vaccari Neto, todos sem qualquer prova e sem processo transitado em julgado, como manda a Constituição Federal.

Por outro lado, manteve livres, leves e soltos Aécio Neves, FHC e o atual ministro da Casa Civil, seu colega de ministério, Onyx Lorenzoni:

-  Onyx, réu confesso de caixa dois, crime que Moro afirmou, nos EUA, ser pior que corrupção (2,3,4).

- Aécio Neves é recordista em denúncias na Lava Jato, e como deboche ainda cobra arrependimento de Lula (5).

- FHC citado várias vezes em denúncias de corrupção na Lava Jato, em algumas com o próprio filho, chegou a reconhecer em seu livro, Diários da Presidência, que em seu governo havia corrupção na Petrobrás (6,7).

Com fortes indícios de enriquecimento ilícito, FHC tem apartamento de Luxo em Paris e Nova York e fazenda com aeroporto no Brasil (8,9). Moro não quis investigar FHC! Segundo o Intercept: ‘melindra alguém cujo apoio é importante’ (15).

Mas Moro prendeu sem provas só com convicção o ex-presidente Lula, na véspera da eleição num claro intuito de beneficiar Bolsonaro de cujo governo virou ministro. (11).

Com José Dirceu, o parecer para prendê-lo foi da ministra Rosa Weber do STF, assistida pelo juiz Sérgio Moro:  “Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite” (12).

Já Vaccari Neto, tesoureiro do PT,  foi preso somente com delação premiada sem provas, que é só a palavra de um preso para diminuir sua pena. E o Tribunal ainda negou seu habeas corpus (13,14).

Segundo a OAB:

O Conselho Federal da OAB emitiu nota no final da tarde desta segunda defendendo o afastamento de Sergio Moro e Deltan Dallagnol de seus cargos, até que a “VazaJato” – série especial do Intercept que expõe a relação promíscua entre o ex-juiz e o procurador da Lava Jato – seja contextualizada e esclarecida (10).

Morou além de não se afastar do governo como sugeri a OAB ainda usa ilegalmente o Coaf para tentar desmoralizar o jornalismo investigativo e democrático do Intercept (15).

Fonte: