1.7.19

O COMBATE À CORRUPÇÃO É A GRANDE FARSA DA LAVA JATO PARA A ENTREGA DA PETROBRÁS!

EMANUEL CANCELLA -


Não precisa de vazamento do Intercept para concluir que a principal função da Lava Jato é a entrega da Petrobrás.

AH! Então você quer acabar com a Lava Jato? Não, do mesmo jeito que o médico não mata o paciente para tratar o câncer.

Precisamos da Lava Jato para o combate à corrupção. Afinal foram cinco anos da operação, entre outras coisas, possui o maior cadastro contemporâneo dos políticos e empresários. E para isso foram gastos rios de dinheiro público, com procuradores, juízes, delegados e agentes da PF, etc.

Também muita grana foi gasta nas mobilizações como por exemplo a condução coercitiva do ex-presidente Lula, envolvendo centenas de agentes, delegados, representantes do MP, até helicóptero, como também na prisão do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, do PDT.

Lava Jato fez muito bem em soltar o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e retorná-lo à chefia da Prefeitura. Rodrigo foi preso em sua casa, em frente à esposa e filhos, aos olhares da vizinhança, com transmissão ao vivo da Globo.

O ex-presidente Lula como o prefeito Rodrigo de Niterói foram participes da pirotecnia da Lava Jato na mídia, principalmente na Globo. Ambos foram presos apenas pela palavra de  empresários bandidos, presos pela Lava Jato, que, para diminuir sua pena, mentiram dizendo que “colaboraram com a justiça”, pois nada do que disseram ficou provado. Rodrigo foi solto, mas o ex-presidente Lula continua preso.

O Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil defende o afastamento de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol de suas funções públicas, para que as investigações das graves denúncias do  Intercept corram sem qualquer suspeita (1).

Para privatizar a Petrobrás na época de FHC, também tentaram primeiro desmoralizar a Empresa, assim facilitavam a sua entrega. Para isso também contaram com o apoio da Globo, que, na ocasião,  fez ampla campanha comparando a Petrobrás a um paquiderme e chamando os petroleiros de marajá.

Não conseguiram privatizar. Os petroleiros, para barrar a Privataria Tucana, com apoio da sociedade, fizeram sua maior greve, de 32 dias, por isso pagaram R$ 100 mil de multa por dia e por sindicato e 100 demissões de petroleiros.

Além, de cancelar as multas reintegrar os demitidos da greve, a grande resposta da Petrobrás e dos petroleiros veio em 2006, no governo Lula, com desenvolvimento inédito de tecnologia no mundo que resultou na descoberta do pré-sal.

A Petrobrás, por este feito, ganhou pela 3ª vez o prêmio OCT Offshore Technology Conference 2015, considerado o “Oscar” da indústria do petróleo. A Globo, inconformada, em dezembro de 2015, lançou em editorial: “O pré-sal pode ser patrimônio inútil” (3).

FHC, junto com a Globo, manchou a imagem da Petrobrás, multou e demitiu petroleiros mas deu com os burros n’água.

Temer com voto de Bolsonaro fizeram a reforma trabalhista que tirou direitos dos trabalhadores e arrasaram com a organização sindical.

A mesma Globo que ajudou FHC a manchar a Petrobrás, agora, para viabilizar a entrega do pré-sal, veiculava notícias diárias vindas da Lava Jato, que, na maioria, eram vazamentos criminosos, cujo intuito era só desmoralizar a Empresa. E não por acaso, ainda premiou o chefe da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro (4).

Veja o vídeo, de como a Lava Jato destruiu a economia nacional em poucos meses (10).

Agora temos a pesquisa demonstrando que 61.5% dos brasileiros não querem a privatização da Petrobrás e 55.1% não querem a dos Correios.

Junte-se a isso que Bolsonaro, quando deputado, disse no programa do Jô Soares que fuzilaria FHC, pela privatização da Vale do Rio Doce e de nossas reservas petrolíferas (11).

Entretanto o capitão Bolsonaro virou presidente da República e hoje quer privatizar a BR distribuidora os Correios, metade das refinarias da Petrobrás e entregar a Cessão Onerosa, que possui mais de 15 bilhões de barris de petróleo (5 a 9).

Fica a pergunta de Mané Garrincha, na véspera do jogo contra a Rússia, quando o técnico o instruiu:

Garrincha, você pega a bola no centro do campo, dribla seu marcador, também o adversário que vem na cobertura, e cruza para área que Vavá cabeceia e faz o gol.

Garrincha com seu jeito humilde: “Professor, combinou isso com os russos?”

E os entreguistas, combinaram com a sociedade?

Fonte: